Mark Gerald

Martins

Web Developer


Meu blog

Seja bem vindo ao meu blog! Aqui trato assuntos ligados ao desenvolvimento web, php, mysql, frameworks, ide´s, e-commerce, cms´s, seo e muito mais!

Software livre, código aberto, socialismo e capitalismo… hein?

Janeiro 15, 2015mark0 Comentário

marx-sourceNa tecnologia um fato é indiscutível: Graças ao software de código aberto(Open Source),  os softwares e aplicativos evoluíram e muito em pouquíssimo tempo.

Antes de qualquer coisa, vamos deixar aqui uma coisa bem clara. Não confundir. Nem todo software de código aberto, é software livre. Sim, existem códigos proprietários que são abertos. Exemplos? O Darwin, sistema operacional que serve como base para o OS X, que roda em computadores Apple. Recentemente, a Microsoft abriu o código fonte da linguagem .net, para que a comunidade possa colaborar com melhorias. O Sistema Operacional “mobile” Android, entre outros.

E a comunidade colaborando, é a principal vantagem dos softwares de código aberto. Sim, o software de código aberto, normalmente recebe atualizações e novidades vindas da comunidade de usuários. Então quer dizer, que grandes empresas estão se beneficiando de gente que não ganha dinheiro com o trabalho que faz? Sim!

E o software livre, tem gente ganhando dinheiro com ele? Sim! Apenas esclarecendo, software livre é todo software que possa ser adquirido e distribuído gratuitamente, sem limitações.

O Oddo Apps(Antigo OpenERP), é um ERP gratuito e open source completo para empresas de pequeno, médio, e até grande porte. A empresa mudou de nome recentemente, após crescer e muito nos últimos anos. Mas como eles ganham dinheiro, se não “vendem” o software? Com serviços! Oferecem treinamento para: Desenvolvedores, Usuarios, Implantadores por todo o mundo. Oferecem serviços de instalação, e possibilidade de hospedar o software online em nuvem particular.

Ok, mas você deve estar se perguntando, o porque citei “capitalismo e socialismo” no título deste tópico? Simples. Acredito na social democracia, onde as pessoas continuarão ganhando dinheiro, de acordo com suas habilidades e não em “restrições”.  Pagar por licença de softwares e/ou patentes, deixou de ser rentável, graças , primeiramente,  a pirataria e posteriormente o software livre.

O discurso contra a pirataria, sempre foi que ela “tiraria” emprego das pessoas, mas quando as pessoas se reuniram para desenvolver software gratuito e de qualidade, muitas empresas tiveram que mudar seus conceitos. Vender licenças, está começando a deixar de ser rentável e atraente, uma vez que a prestação de serviços está cada vez mais tomando seu lugar. Desenvolver algo e disponibilizar gratuitamente, ou mesmo por preços irrisórios, ganhando dinheiro com serviços em cima deste produto, é o novo caminho da tecnologia mundial.

Os melhores Frameworks PHP do mercado(Zend Framework, Symfony, Laravel, etc..), tem uma qualidade alta hoje, graças a colaboração da comunidade mundial de desenvolvedores, e são muito rentáveis para as empresas que os matém, graças a treinamentos, cursos, suporte e etc.
Frameworks PHP

Ter uma loja virtual, hoje é fácil para muitas pessoas, graças a plataformas como o Magento, empresa recentemente adquirida pelo eBay(que não mudou sua politica de software livre!), graças a colaboração maciça da comunidade.  Juntar pessoas em um trabalho, onde elas não irão, diretamente com este trabalho ganhar dinheiro, mas irá melhorar seu ambiente de trabalho remunerado, se não for uma forma de socializar a forma como ganhamos dinheiro, não sei mais o que possa ser.

Já há rumores que a Microsoft em um futuro, não muito distante, libere o código fonte do Windows e o disponibilize gratuitamente, entrando na onda do “ganhe pelo serviço, não pela licença” que tomou o mundo do software nos últimos anos.

Quando você como desenvolvedor, entrava numa empresa, como a Microsoft por exemplo, você é obrigado a abrir mão do código fonte que você mesmo desenvolve, em prol da empresa. No software livre e de código fonte aberto, isso não existe. Todos são “donos” do código, e todos podem colaborar e melhorar.

E, posso afirmar, que por todas essa características e por botar em cheque o processo de apropriação particular do trabalho coletivo podemos afirmar que o software livre, é no ramo tecnológico, a manifestação do trabalho socialista, mas acima de tudo democrático.

Posso até criar um nome para isto: “Social Tecnologia”.

E aí, o que você pensa sobre o software livre, código aberto e afins? Deixe seu comentário!

Share Button

Deixe um comentário